O Testamento de Jesus – Palestra de Jan Val Ellam

Palestra de Jan Val Ellam, denominada “O Testamento de Jesus”, realizada em São José dos Campos SP, 28/05/2006.

Parte 1 –

Parte 2 –

Parte 3 –

Anúncios

Meditação expressa

Meditar é essencialmente a busca do encontro com a nossa natureza maior através da aquietação dos pensamentos.

A maioria de nós não cultiva o habito da meditação diária, e parte daqueles que gostariam de meditar com frequência e vivem nos grandes centros tem dificuldades para encontrar tempo ou lugar para a prática, mas na verdade a meditação pode ser praticada em diversas situações, mesmo no meio das tribulações do dia-a-dia.

Reflexões com Prof. Hermógenes

Entrego, confio, aceito e agradeço.

Cuidar do corpo é uma coisa mais prática para os jovens. Faz muito bem, mas não é bastante…

O ser humano não é o corpo, ele possui o corpo, manobra com o corpo, cuida do corpo, mas ele não é o corpo.

O sofrimento não alcança apenas os maus, os perversos. O sofrimento alcança os bons. O sofrimento dos bons, na minha observação, no meu estudo, pode ser a oportunidade de afastar os futuros obstáculos. Não digo talvez os últimos, mas os obstáculos mais sérios. Então aproveite o sofrimento e veja a lição que ele vem trazer.

Prof. Hermógenes

crédito: eumaior.com.br

Workshop ConscienciARTE em Lisboa

Há uma promessa que fizemos da qual somos lembrados a vida toda, com frequência através de sentimentos de insatisfação, tristeza, falta de entusiasmo e inspiração (para nomear alguns), que nos vão atormentando… e por mais que tenhamos isto ou aquilo e achemos que estamos bem… Não temos porém a alegria de nos sentirmos verdadeiramente úteis quando seguimos o nosso coração de forma destemida e corajosa e nos apresentamos ao mundo com alguma Criação… E é precisamente esta a promessa que fizemos! E é ao cumpri-la que somos presenteados com algo de magnífico: Sentirmos que a nossa vida tem um significado e um propósito porque pomos persistentemente em prática dons e talentos inatos. Com um passo de cada vez nessa direcção. Um passo dado a cada dia que passa…

Assim sendo, porque será que a maior parte de nós prossegue ainda por todos menos esse caminho? Porque será que nutrimos e alimentamos os sonhos dos outros no lugar dos nossos? E porque é que muitas pessoas acham que nem sequer sonhos (de realização) alguma vez tiveram?

Há um ponto em que o vazio que se vai gerando dentro de nós (e que tentamos preencher com ‘coisas’ das quais nos podemos tornar bastante dependentes) – esse vazio de nós mesmos, da vivência do nosso verdadeiro e imenso potencial, acaba nos sugando, retirando energia, saúde… e até vida! São muitas, muitas as pessoas que desencarnam (morrem) com esse vazio de si mesmas a enterrarem-nas… Do que temos estado à espera, afinal? Porque sabotamos, boicotamos e resistimos a pôr em práticas ideias, projectos, inspirações e intuições que nos vão surgindo? Há mesmo que tomar consciência da possível origem desses padrões de fuga, dessa auto-negligência, desse tremendo e avassalador afastamento da essência… Há que tomar consciência e agir para mudar! E só consigo falar disto porque sinto na pele e nos ossos esses bloqueios, assim como sinto na alma a felicidade de os ir conseguindo transmutar… E só assim posso orientar os outros a fazerem o mesmo: Aceitar – sem auto-censura e culpabilização – que a resistência é uma força tremenda que existe em todos/as nós; e lembrar – a cada dia – que há porém uma força ainda maior… A capacidade de agir em prol da mudança e do resgate do amor-próprio e do poder pessoal; e de que essa capacidade nasceu e está sempre, sempre connosco!ConscienciARTE I ‘nasceu’ para lembrar tudo isto… e mais alguma coisa…

Lígia de Noronha

http://www.ligiadenoronha.com/noticias/info-detalhada-s-ciclo-de-workshops-conscienciarte-i/